CT&I

A Fundação UnirG e o Centro Universitário UNIRG instituiu em 2005, um órgão de apoio à Ciência, Tecnologia e Inovação, denominado de Diretoria de Ciência, Tecnologia e Inovação (DCT&I). Este órgão visa apoiar a instituição na realização de projetos de extensão e de pesquisa com captação de recursos externos, em atenção ao PDI (Plano de Desenvolvimento Institucional) no suporte às atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão.

Este órgão está ligado às questões técnicas, operacionais e articulações na captação de recursos externos para fomentar a pesquisa e a extensão na IES, envolvimento professores, acadêmicos e sociedade civil organizada.  Tem a função de divulgar editais públicos com fomento e apoiar a instituição na analise de elegibilidade institucional, elaboração, submissão de propostas e execução de projetos aprovados, atuando em articulação com a Propesq (Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação) e Pgrad (Pró-Reitoria de Graduação) e coordenações de cursos bem como com a Fundação UnirG, viabilizando os tramites operacionais da execução e ordenação de despesas desde a elaboração a execução dos projetos. Tem-se até o momento o envolvimento direto de 20 docentes de vários cursos da UnirG, onde em alguns projetos teve acesso a bolsas de produtividade cientifica do CNPq ou de extensão e da mesma forma já envolveu diretamente mais de 30 acadêmicos com bolsa de iniciação cientifica ou de extensão contemplados com recursos dos projetos.

Os projetos de pesquisas e extensão são todos realizados em articulação com gestores da Reitoria e Fundação, coordenadores e professores de cursos das áreas afins aos editais públicos de captação de recursos externos, abrangendo áreas multidisciplinares do conhecimento: Ciências Humanas; Ciências Médicas e da Saúde e Ciências Exatas. Os editais são divulgados, enviados aos coordenadores de curso relativos às áreas temáticas possíveis de contemplar nos editais e realizados os encontros presenciais para definição dos escopos dos projetos e disponibilização da assessoria técnica do órgão. Para os interessados são providenciados os documentos institucionais e colocada a disposição para a realização do Che list do projeto antes da submissão, fato que contribui para verificação da adequação da proposta a ser submetida.

Os projetos executados ao longo da existência desse órgão têm possibilitado melhorias na infraestruturação física da IES, equipamentos laboratoriais, produção de material técnico e cientifico como livros e artigos e desenvolvimento de atividades em comunidades e intervenções, geração de bolsas de produtividade cientifica (CNPq) para docentes de vários cursos e Iniciação cientifica para discentes. Tem-se envolvimento de professores e acadêmicos com produtividade cientifica.

Os recursos financeiros já executados tiveram suas prestações de contas aprovados pelo financiador.  Levando em conta projetos em execução tem-se captado aproximadamente seis milhões de reais (R$6.000.000,00) no período entre 2005 e 2016, sendo provenientes dos seguintes órgãos financiadores: Governo Federal – infraestruturação e equipamentos Finep (Financiadora de Estudos e Projetos); bolsas de pesquisa pelo CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Ministério da Educação – MEC/Proext, Agencia Nacional de Energia Elétrica – P&D e desenvolvimento Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado do Tocantins – SEDEN e Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos – Semarh-TO, Banco da Amazônia. Empresas do setor privado também são objetos de captação e viabilização de recursos para projetos, como Energias do Brasil, Consórcio de energia elétrica – Enerpeixe.

É um órgão de apoio que contribui para cada com a inserção da UnirG no hall das instituições geradoras e disseminadoras de ciência e de boas práticas a partir de projetos com fomento externo,  em benefício de Gurupi e Região Sul do Estado do Tocantins.